14 jul

Empresários do Paraná criam a Associação Brasileira de Redes e Centrais de Negócios

Foi identificando a necessidade de dar voz ativa ao setor de redes e centrais de negócios no Brasil, além de ter representatividade junto às instituições públicas e governamentais, que empresários paranaenses do ramo criaram a ABRCN – Associação Brasileira de Redes e Centrais de Negócios.

Por meio de uma iniciativa livre e sem fins lucrativos, a ABRCN quer promover a aprovação de uma nova legislação tributária para as redes e centrais de negócios – assunto que já está sendo discutido em Brasília – pois entende que a criação de uma lei que estabeleça as centrais e redes como figura jurídica válida, que garanta seus direitos, é essencial e urgente para que micro e pequenas empresas possa se unir com segurança e força.

Segundo dados coletados pela ABRCN, são 675 redes e centrais de negócios ativas no Brasil. Destas, 56% estão ligadas ao comércio, onde 25,2% são supermercados, 12,3% farmácias e 9,2% materiais de construção.

O restante das redes se divide em 10% indústria, 14% serviços, 1% multisetorial e 19% agronegócio.

Nenhum Comentário

Assuntos Relacionados