19 mar

Associativismo empresarial proporciona benefícios às PMEs

Atuando em parceria, mesmo entre concorrentes, é possível obter melhores condições de compra, reduzir os custos operacionais e ter acesso a novos mercados.

Pequenas e médias empresas independentes, de maneira geral, não conseguem enfrentar a concorrência das grandes corporações. O associativismo empresarial é uma estratégia inteligente que fortalece os pequenos e médios negócios, tornando-os competitivos, através da redução de custos e acesso a novos mercados.

Cooperação entre empresas

Os ditos populares “a união faz a força” ou “tamanho é documento” se encaixam perfeitamente na definição do que é associativismo empresarial. A essência é a cooperação entre empresas – até mesmo concorrentes – com interesses comuns, visando obter vantagens econômicas e de gerenciamento por meio de auxílio mútuo.

Leia sobre o poder das parcerias nas pequenas e médias empresas

Essa metodologia é aplicável em empresas de qualquer segmento econômico, desde que os empresários se disponham a cooperar com outros empreendedores que utilizem a mesma matéria-prima, comercializem os mesmos produtos ou prestem o mesmo tipo de serviço.

Para tal, é necessário um grupo mínimo de empresas que, após estudos de viabilidade econômica, possam suportar os custos de implantação e de manutenção de uma central de serviços compartilhados, apresentando-se, assim, como uma solução inovadora para resolver os problemas dos pequenos e médios negócios.

 

Os 10 benefícios do associativismo empresarial:

 

  1. Redução dos custos operacionais – unidos é possível obter melhores condições de compra, desenvolver estratégias de vendas e estimular o desenvolvimento técnico e profissional dos colaboradores e empresários.
  2. Acesso a novos mercados – a elevação do padrão de qualidade dos produtos e serviços, minimizando custos e possibilitando seu acesso a novos mercados consumidores.
  3. Marca coletiva – a utilização de uma marca forte, de abrangência regional ou nacional, nas fachadas e nas campanhas promocionais gera credibilidade e maior fluxo de clientes, pois associa o negócio local à Rede.
  4. Marketing coletivo – a marca coletiva proporciona a otimização das estratégias de marketing e o aumento do impacto das ações comerciais, redução de custos e acesso a veículos de comunicação de grande impacto como televisão, redes sociais e e-commerce.
  5. Conceito de loja– padronização das fachadas, layout interno e externo e veículos, uniformização e aparência dos funcionários, informatização e modernização de processos operacionais e gerenciais proporcionam melhorias significativas no conceito das lojas associadas.
  6. Troca de experiência e melhores práticas – a união proporcionada pelo associativismo capacita os empresários a pensar coletivamente e permite a troca de experiências que os faz crescer coletivamente.
  7. Ferramentas de gestão compartilhadas – desenvolvimento de automação comercial ou industrial são tecnologias que demandam investimentos elevados, mas quando o custo e risco é compartilhado, o acesso a estas tecnologias se torna mais simples e seguro.
  8. Capacitação de Pessoal– a qualificação dos empresários e seus funcionários proporciona melhorias na gestão do negócio, na qualidade do trabalho e no atendimento aos clientes.
  9. Lucratividade – estratégias comerciais mais eficazes, processos operacionais e gerenciais mais eficientes e aplicação de melhores margens de comercialização fazem com que as empresas apresentem um aumento em seu faturamento e na lucratividade.
  10. Parcerias Estratégicas – universidades, polos tecnológicos, agências de pesquisa, órgãos governamentais, entidades de fomentos ao desenvolvimento dos pequenos médios negócios nacionais e internacionais são facilmente acessadas pelas empresas que integram associações ou centrais de negócios.

(Com informações da Revista Dealer; edição 64. Publicado no boletim informativo Varejo & Redes Empresariais n° 192)

Nenhum Comentário

Assuntos Relacionados

Deixe uma resposta