19 mar

Carrefour pensa em operar no Brasil por meio de franquias e aquisições

O Carrefour estuda a hipótese de operar no País por meio de franquias ou em parcerias com pequenos varejistas (modelo chamado pelo setor de “aliados”) na área de supermercados. Também está considerando aquisições especificamente nesse segmento de supermercados. O executivo Noël Prioux, presidente da operação no Brasil, disse, após evento com analistas, que esses caminhos de parcerias são possíveis, como forma de estender a presença da rede no país de forma mais acelerada. Ele mencionou o assunto após ser questionado por jornalistas sobre a hipótese de a subsidiária replicar acordos com varejistas, como já foi anunciado na França, após troca no comando mundial em 2017.

A respeito especificamente da operação de franquias, há redes como o supermercado Dia, com acordos de “franchising” pelo país por meio de contratos tradicionais (com cobrança de royalties), e há outras redes, como Grupo Pão de Açúcar, que fecham parcerias com pequenos supermercados desde 2016, que utilizam uma marca da rede, a Comprebem.

Em termos de projeção de aberturas, a companhia informou que prevê 20 novas lojas no modelo Carrefour Express e 10 no modelo Carrefour Market em 2018, além dos 20 pontos novos do Atacadão já anunciados. O grupo também deu uma nova informação: disse que tem o objetivo de elevar a venda de marcas próprias e de produtos regionais para 15%, sendo que as taxas hoje são de 4% e 8%, respectivamente.

Aos analistas, a executiva Paula Cardoso, responsável pela área digital no País, disse que o grupo vai trazer ainda neste ano a carteira digital “Carrefour Pay”, aplicativo que poderá ser usado para pagamentos dentro e fora das lojas do grupo.

(Fonte: Valor Econômico. Este trecho é parte de conteúdo da publicação, que pode ser acessado neste link: http://www.valor.com.br/empresas/5380617/na-mira-do-carrefour-franquias-e-aquisicoes) 

Publicado no boletim informativo Varejo & Redes Empresariais nº 192.

Nenhum Comentário

Assuntos Relacionados