29 maio

Qual a diferença entre Mentoring e Coaching?

Os dois processos, mentoring e coaching, visam atacar o sério “gap de liderança” que as empresas, cooperativas, associações e entidades sociais enfrentam para sustentar seu crescimento, ou para manter e renovar seu corpo de executivos.

Mentoring: voltado para a área profissional

Adriano Arthur Dienstmann possui longa vivência como executivo em empresas industriais, comerciais, organizações não governamentais, clubes esportivos e sociais, e no serviço público.

Está focado na aceleração da formação e desenvolvimento dos colaboradores a partir dos conceitos defendidos pela empresa na qual eles atuam.

O mentor geralmente é um profissional mais experiente, com vivência prática, que compartilha e transfere seu conhecimento visando acelerar o desenvolvimento dos profissionais mais jovens. É um orientador que irá direcionar seu conhecimento para um determinado assunto. Irá direto ao foco definido pela empresa.

“O mentor ajuda em questões que passam ao largo para quem está no negócio. É muito comum o empreendedor ser consumido pelo curto prazo, enquanto o mentor traz uma visão de longo prazo para o negócio. O dono da empresa vê a árvore, o mentor está vendo a floresta.” (Fabio Barbosa, sócio-conselheiro da Gávea Investimentos)

“Mentoring é um processo que acontece em relacionamentos interpessoais. É uma parceria em que uma pessoa que tem determinados conhecimentos e experiências utiliza essa bagagem para estimular o desenvolvimento de outra pessoa. (Paulo Erlich, sócios da Erlich Pessoas e Organizações)

Coaching: voltado para vida pessoal e profissional.

O processo de coaching busca desenvolver as capacidades e habilidades individuais, a partir de uma demanda do coachee (cliente). É essencialmente uma conversa, um diálogo que envolve o coachee (cliente) e o coach (treinador), num contexto produtivo e orientado a resultados. O processo é conduzido através das sessões de coaching que podem ser semanais, quinzenais ou mensais. O objetivo é desenvolver competências e habilidades para alcançar resultados previamente planejados. Porém, o êxito necessita de: empenho, foco e ações efetivas por parte do coachee (cliente).

Qual a diferença entre eles?

A principal diferença é que no processo de coaching, o profissional não diz ao seu cliente o que fazer, e não precisa ser necessariamente mais velho ou ter mais experiências que o cliente. Seu objetivo é apoiá-lo a fazer reflexões, ter novos insights sobre sua vida e carreira, através de metodologias, técnicas e ferramentas do coaching que primam pelo autoconhecimento e evolução contínua para ter maior compreensão de quem ele é.

Já no mentoring, um profissional mais velho e mais experiente assume a missão de passar conhecimento a um jovem talento e, como mentor, ajudá-lo em questões ligadas a sua carreira e, de modo geral, em questões de cunho pessoal.

Outra diferença importante é que durante o mentoring não há necessariamente um tempo determinado para acabar. Já no coaching, esse número é definido no primeiro encontro, tendo o período de três a seis meses de duração, média necessária para quem procura essa abordagem.

Publicado no boletim informativo Varejo e Redes Empresariais nº 194

Quero te ajudar! Me conta qual a tua necessidade.

 

Nenhum Comentário

Assuntos Relacionados

Deixe uma resposta